Será o fim da primeira geração do iPhone?

iPhone Classic

Com a recente apresentação do Iphone OS 4.0, veio também a notícia de que a Apple suspenderia a assistência à primeira geração de iPhones. Quem deu o recado foi o próprio líder da empresa, Steve Jobs. Quando perguntado se a Apple continuaria com o suporte e atualizações do antigo aparelho, Jobs foi direto: “Sorry, no”.

Para os usuários da primeira geração do iPhone, essa é a primeira decepção que a nova versão traz: não poder ser atualizada em seu aparelho.

Quando iniciadas suas vendas, em junho de 2007, o iPhone Classic foi o maior sucesso em lançamentos de celulares até então. Considerado a invenção do ano por diversas revistas especializadas no assunto, atingiu, em apenas 74 dias, a marca de 1 milhão de unidades vendidas. Mas, mesmo liderando com folga o mercado de smartphones, em Julho de 2008 essa versão foi substituída pela 3G, que, embora possuísse carcaça de plástico ao invés de alumínio, trouxe poucas evoluções em termos de hardware, como, por exemplo, o GPS.  Com a chegada do iPhone 3G, a Apple também disponibilizou uma nova versão de seu sistema operacional, permitindo o download de aplicativos de terceiros, como o Nimbuzz, em ambas gerações do aparelho através da então criada App Store.

Não satisfeita, a Apple, apenas um ano depois do lançamento do iPhone 3G, lançou, em 2009, a versão 3GS, que, por possuir um hardware muito superior às gerações anteriores, possibilitou uma execução mais eficiente de aplicativos, assim como uma navegação sensivelmente mais rápida na internet. Essa versão trouxe, também, novidades em termos de funções, como a nova câmera de 3.0 megapixels com autofoco– que, além de filmar, permite a edição e upload de filmes diretamente do aparelho –, bússola digital, navegação por voz e gravador de voice memos. Desta vez, a marca de 1 milhão de usuários do novo modelo foi atingida em apenas 3 dias após o lançamento.

Agora, em 2010, a Apple promete inovar ainda mais com o anúncio do iPhone OS 4.0, mas, dessa vez, os donos do aparelho clássico ficarão de fora, tendo que se contentar com, no máximo, a versão 3.1.3 do aclamado sistema operacional.

Para os usuários do aparelho clássico que quiserem a todo custo experimentar os avanços proporcionados pelo firmware 4.0, há a opção do jailbreak – método ilegal pelo qual se retira o bloqueio em face de aplicativos desenvolvidos por terceiros não autorizados pela Apple. Porém, há uma razão para a Apple ter deixado de lado o suporte e atualização do iPhone Classic: seu hardware, pelo fato de não ser tão evoluído como o dos seus irmãos mais novos, não agüenta as centenas de novidades trazidas pelo novo sistema operacional, principalmente o multitasking.

No mais, não sabemos ainda qual será a reação dos usuários de iPhone Classic, mas sabemos que, mesmo não sendo fabricado há mais de um ano, foram vendidas mais de 6.13 milhões de unidades desde seu lançamento. Além disso, em fóruns de Apple maníacos, os usuários do primeiro modelo se mostram bastante satisfeitos com seus aparelhos, seja pela antiga aparência produzida em metal, seja pelos aplicativos originais que, embora em menos quantidade do que as novas versões, ainda dão conta do recado.

Para eles, deixamos o recado: o Nimbuzz continua sendo compatível a todas as versões do iPhone. É só baixar e usar!

*crédito de imagem: Gadget Advisor

Uma resposta para “Será o fim da primeira geração do iPhone?”

  1. […] Nimbuzz Brazil Será o fim da primeira geração do iPhone? […]

    The Best Of Nimbuzz April 16th, 2010


Deixe uma resposta